Luto Digital

O significado da morte difere entre as religiões e isto tem um impacto na forma como a morte e a vida após a morte são percebidas, em relação ao digital.

No geral, a maioria das religiões ainda não ensina ou orienta sobre como lidar com o luto no ambiente digital.

Embora a morte permaneça em grande parte, para muitos, um evento religioso, o fato de o digital ser largamente deixado de lado resultou em pouca compreensão do tipo de impacto que ele está tendo sobre os enlutados.

A forma como se lida com os perfis do falecido nas redes sociais, a notícia da morte e os comentários dos conhecidos,  pode impactar e causar sofrimento naqueles que ainda estão vivos.

TROLANDO O LUTO

Os trolls do luto são pessoas que utilizam as redes sociais para fazerem piadas de alguém falecido. Geralmente se fazem passar pelo falecido e postam imagens e frases sarcásticas. Isso pode ser considerado crime de injúria.

SELFIE DA MORTE

É cada vez mais frequente o número de pessoas que fazem selfies em funerais. Esse gesto pode ser considerado inapropriado e insensível. Barack Obama foi muito criticado quando fez isso no enterro de Nelson Mandela.

ANÚNCIO POR OUTROS

Em alguns falecimentos trágicos, acontece da família e amigos próximos tomarem conhecimento do fato depois que os meios de comunicação ou redes sociais já noticiaram. É tirado da família o direto de divulgar ou não, a informação.  Isso tem aumentado o sofrimento de muitas famílias enlutadas.

CONCLUSÃO

Lidar com o luto no ambiente digital exige sensibilidade e respeito pelos outros. A dor e tristeza dos enlutados pode ser aliviada ou aumentada com textos ou fotos postadas nas redes sociais.

DICAS DE COMO MOSTRAR CONDOLÊNCIAS NO DIGITAL

  1. Tire um momento para processar: É fácil sentir que você precisa postar imediatamente após ler uma mensagem difícil. Se possível, reserve um momento para absorver esta notícia e considere a melhor maneira de responder.
  2. Verificação ortográfica: Como as emoções são altas, os erros acontecem. Ninguém quer escrever mal o nome de alguém ou obter algo errado com uma mensagem importante como esta.
  3. Não faça nenhuma pergunta: A rede social não é o melhor lugar para fazer perguntas sobre o que aconteceu. Limite-se a expressar suas condolências e oferecer apoio.
  4. Considere uma mensagem particular: Se você estiver particularmente próximo da pessoa, envie uma mensagem particular ou lamente pela perda, pessoalmente.
  5. Envie algo físico: Embora uma mensagem de Whatsapp ou e-mail seja geralmente bem-vindo, não é um substituto para um cartão físico, flores, ou gesto presencial.
  6. Não expor problemas, fazer piadas, ou compartilhar histórias embaraçosas

COMO DIVULGAR FALECIMENTOS NO DIGITAL

  • Tornar público o anúncio de morte somente depois de compartilhar pessoalmente com familiares e amigos próximos.
  • Se você não é parte da família imediata, espere até que a notícia seja pública antes de compartilhar qualquer coisa.
  • Cuidado e sensibilidade ao compartilhar memórias, fotos e histórias.
  • Preste homenagem a vida e legado do falecido.
  • Respeite a memória dos parentes.
  • Não relembrar ressentimentos, fracassos ou constrangimentos.
  • Compartilhar as informações funerárias se for um funeral público.
  • Se for parente, não há problema em pedir aos outros que compartilhem fotos e histórias com você.

REFERÊNCIAS

Savin-Baden, Maggi. Digital Afterlife and the Spiritual Realm (Chapman & Hall/CRC Artificial Intelligence and Robotics Series). CRC Press. Edição do Kindle.

https://www.usurnsonline.com/memorials/what-to-post-when-someone-dies/
https://www.joincake.com/blog/what-to-say-on-facebook-when-someone-dies/

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: