A pornografia e o cérebro jovem

Os cérebros são plásticos. A verdade é que estamos sempre treinando nossos cérebros – com ou sem nossa consciência. Inúmeros relatórios evidenciam que não é incomum para os usuários de pornografia passar de gênero para gênero, muitas vezes consumindo conteúdos que inicialmente consideravam perturbadores. O que pode estar por trás desse fenômeno?

Uma possibilidade é o tédio. O adolescente está sempre em busca de emoção e facilmente se entedia. Eles amam a novidade. Quanto mais estranho, melhor. Quando o pornô lésbico fica chato, então ele tenta cenas de incesto.  Novidade e ansiedade seguem juntos – e ambos aumentam a excitação sexual. Antes que ele perceba, atingiu o clímax e uma nova associação começa a imprimir no cérebro seus circuitos sexuais.

O principal risco atual da pornografia entre os adolescentes é que eles se masturbam com uma mão enquanto usam a outra para navegar entre diferentes gêneros de pornografia.

Em suma, há mais de 25 anos, já havia evidências de que os espectadores de vídeos pornôs tendiam a se habituar, a diminuir a capacidade de resposta sexual e a necessidade de estímulos visuais cada vez mais extremos. Com a chegada da Internet esse fenômeno ficou mais claro. Descobriu-se que metade dos usuários de pornografia relataram consumir conteúdos que anteriormente não eram interessantes ou que consideravam ‘nojento’. Os pesquisadores também encontraram evidências de redução da função erétil e redução da satisfação sexual.[1]

A tolerância à pornografia aumenta de acordo com o seu uso. Gradativamente se deseja cenas novas, mais extremas e que causem maior excitação.

Interesse sexual x orientação sexual

Os homens geralmente acreditam que o que os desperta sexualmente evidencia sua orientação sexual. Entretanto, isso gera muito estresse quando o desejo por pornografia migra para outros fetiches que causam dúvida sobre a orientação sexual.

Pior ainda, há uma ideia generalizada on-line de que a pornografia na internet está permitindo que os usuários descubram sua sexualidade. Alguns jovens exploradores ousados procuram industriosamente o material mais quente que podem encontrar na crença de que ele revela quem eles são sexualmente. Eles não percebem que uma ereção não é a única medida das tendências sexuais fundamentais de uma pessoa.

Alguns estudos concluíram que o interesse sexual pode ser distinto da orientação sexual.

Perda de atração por parceiros reais

Em muitos países, o interesse dos homens jovens por sexo tem diminuído. [2]  Pesquisadores sugerem que o fácil acesso à pornografia e o aumento do tempo de interação com as telas são as causas potenciais. O elevado uso de pornografia se correlaciona a preferência por imagens ao invés de pessoas para se excitar.

Efeitos no romance

De acordo com um estudo de 2007, a mera exposição a inúmeras imagens femininas sensuais faz com que um homem desvalorize sua parceira real. [3]

Mais de 70 estudos associam o elevado consumo de pornografia com problemas sexuais, perda de estímulo sexual e redução de satisfação e intimidade sexual no relacionamento.[4]  Os homens são os mais afetados.


[1] Wilson, Gary. Your Brain on Porn: Internet Pornography and the Emerging Science of Addiction (p. 57). Commonwealth Publishing. Edição do Kindle.

[2] Tomikawa, Y. No Sex, Please, We’re Young Japanese Men – Japan Real Time – WSJ. The Wall STreet Journal (2011). Available at: https://blogs.wsj.com/japanrealtime/2011/01/13/no-sex-please-were-young-japanese-men/. [62] Samuel, H. French women ‘are the sexual predators now’. The Telegraph (2008). Available at: http://www.telegraph.co.uk/news/worldnews/1581043/French-women-are-the-sexual-predators-now.html. [63] Pizzol, D., Bertoldo, A. & Foresta, C. Adolescents

[3] Viegas, J. Flirty strangers sway how men see partners. Discovery News/ABC Science (2007). Available at: http://www.abc.net.au/science/articles/2007/03/26/1881621.htm.

[4] Your Brain On Porn. Studies linking porn use or porn/sex addiction to sexual dysfunctions, lower arousal, and lower sexual & relationship satisfaction. Your Brain On Porn Available at: https://yourbrainonporn.com/studies-reported-relationships-between-porn-use-or-porn-addictionsex-addiction-and-sexual.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: