Detox Digital

“Minha vida se resumia a isso. Meu tempo livre era destinado a assistir séries e filmes. Nos finais de semana dormia tarde e acordava tarde. Ficava sem energia para cuidar de mim e da minha família. Mesmo enquanto assistia a um filme eu não conseguia largar o celular. Sentia um desanimo constante e uma ansiedade que só passava ao assistir o próximo episódio ou conferir as notificações nas redes sociais”.

Anônimo

Nos últimos meses, as mudanças do mundo intensificaram problemas antigos e geraram novos. O fato de as pessoas passarem mais tempo em casa e com medo de ir as ruas, tem provocado um desequilibro e levado muitos a ansiedade e depressão. Na busca de alívio, o consumo das mídias digitais aparecem como uma saída segura, mas podem se tornar um labirinto difícil de escapar.

O detox digital tem sido apontado como uma solução para o problema do excesso ou vício em mídias. Existem várias opiniões de como ele deve ser feito.  Alguns defendem que a abstinência deve ser temporária, mas para outros deve ser permanente. Para alguns deve ser parcial (reduzir o tempo ou mudar conteúdos), mas para outros deve ser extrema e total. Ainda existem alguns influenciadores minimalistas que cogitam a hipótese de que excluir todas tecnologias modernas é a única solução para o futuro da humanidade.

Para saber de que lado se posicionar é importante entender que cada pessoa é um universo distinto e que estabelecer a mesma medida para todos pode não ser a solução mais eficaz. Por isso, deixo a seguir algumas considerações que precisam ser analisadas individualmente. O pensamento equilibrado já é um passo em direção à saída.

Imagem: ShutterStock

O que é o detox digital?

Detox é uma palavra inglesa e sua tradução seria desintoxicação. Trata-se de um processo ou período de tempo em que se abstém ou se livra o corpo de substâncias tóxicas ou insalubres. Sendo assim, vamos definir o detox digital como o processo de desintoxicação da mente a partir da abstenção total ou parcial de algumas tecnologias e conteúdos digitais.

Dentro do ponto de vista do equilíbrio, o detox digital não se trata de colocar um ponto final na nossa relação com o mundo digital, e sim de ser conscientes do uso que damos a este mundo, do tempo que gastamos e daquilo que deixamos de lado por estarmos conectados[1].

O mito do detox

Seria muito simplista acreditar que a solução para o problema do vício digital é eliminar a tecnologia da vida do indivíduo. Infelizmente essa questão é bem mais complexa.  O vício pode ser um sintoma de um problema que se esconde por debaixo de outra área da vida.  Tentar eliminar o problema cortando as folhas não fará a árvore produzir bons frutos.

Com isso quero dizer que o detox é um método mais preventivo que curativo. É para quem está querendo aliviar o estresse, a ansiedade ou desacelerar os pensamentos. Se a pessoa se encontra no estágio avançado de dependência das mídias o aconselhado é procurar a ajuda profissional de um psicólogo ou psiquiatra para investigar as causas. Nos casos graves, o detox digital pode prejudicar o indivíduo por gerar a ilusão de que ficando sem contato com a tecnologia seu problema estará resolvido. Pais, educadores e líderes religiosos precisam ser cautelosos ao sugerir esse tipo de solução.

Analisando alguns casos de indivíduos que se reconheceram como viciados em jogos online, filmes e redes sociais, pude perceber que a compulsão pelo digital, às vezes, é uma fuga da realidade para aliviar um sofrimento emocional.  Enquanto a mente foca em outras coisas, a pessoa se distrai ao ponto de esquecer dos próprios problemas. Divórcio, luto, problemas de relacionamento conjugal ou familiar e insatisfação profissional são alguns gatilhos que provocam o ciclo do vício: “as mídias ajudam a esquecer os problemas, mas gera outros que precisam de mais mídias para serem esquecidos”. Como esse é um assunto muito extenso, tratarei em outro artigo.

Imagem: ShutterStock

Por que gostamos de filmes, séries, games, etc?

Existe uma teoria chamada de Usos e Gratificações (UGT) que tenta responder porque as pessoas usam e gostam de consumir as mídias. Pesquisadores dessa área argumentam que as pessoas têm diversas necessidades e usam a mídia para satisfazê-las. As necessidades variam de pessoa para pessoa e algumas delas podem ser: (1) passar tempo, (2) companheirismo, (3) fuga da realidade, (4) prazer, (5) interação social, (6) relaxamento, (7) informação e (8) excitação.

Muitas vezes essa busca de gratificação ou prazer ocorre de forma não intencional, ou seja, a pessoa não percebe que está usando a mídia com essa finalidade. Outro aspecto é que a gratificação nem sempre é negativa. O consumo de mídia se torna um problema quando a busca de gratificação se torna exagerada ou descontrolada. Isto é, quando o indivíduo abandona outras atividades relevantes da vida e dedica a maior parte do seu tempo para esse fim porque só encontra satisfação nele.

Vamos agora para a parte mais prática do assunto.

Quem precisa de detox digital?

Quanto ao uso das mídias, as pessoas podem ser classificadas em 3 categorias:

  1. Consciente. Usam as tecnologias e as mídias de forma racional.
  2. Abusivo. Usam de forma exagerada.
  3. Dependente. Perdeu o controle.

O detox pode ser útil para todos os grupos quando feito de maneira equilibrada e sendo adaptado a necessidade de cada indivíduo. Para a categoria dos abusivos e dos dependentes é necessário tratamento com psicoterapia ou medicamentos prescritos por profissional de saúde.

Benefícios do Detox Digital

  • Redução do estresse.
  • Mais tempo livre e para si mesmo.
  • Aumento da empatia.
  • Mais tempo para estabelecer relações com os demais e melhorar os vínculos com eles;
  • Relações mais autênticas.
  • Aumenta a probabilidade de ficarmos mais tranquilos e relaxados.
  • Facilidade para praticar o autoconhecimento e desenvolver a espiritualidade.

Como identificar a necessidade de detox digital?

  1. Preocupação excessiva com o que pode estar perdendo quando não está conectado.
  2. Necessidade de estar conectado para sentir satisfação e segurança.
  3. Estar sempre tentando diminuir o tempo de uso da Internet, mas sem sucesso.
  4. Apresentar irritabilidade e/ou depressão.
  5. Quando o uso da Internet é restringido, apresenta instabilidade emocional.
  6. Permanecer mais conectado (on-line) do que o programado
  7. Ter o trabalho e as relações familiares e sociais em risco pelo uso excessivo.
  8. Mentir aos outros a respeito da quantidade de horas conectadas.

Faça um teste online em https://dependenciadeinternet.com.br

Imagem: ShutterStock

Dicas para o Detox Digital

Realismo. Coloque uma meta possível. Se você consegue se desconectar totalmente por um período, faça isso. Se não, estabeleça uma meta para reduzir o consumo.

Disciplina. Defina horários específicos para consumir e se desligar das mídias sociais, filmes e séries.

Notificações. Desligue as notificações ou coloque o celular em modo avião pelo período de desintoxicação. Não consuma outras mídias como a televisão, músicas ou livros com temáticas que aceleram seu pensamento. Antes de dar início no seu detox, faça uma lista de coisas prazerosas e úteis que podem preencher seu tempo e amenizar qualquer ansiedade. O ócio também pode fazer bem para o limpar a mente.

Higienização. Limpe seu celular com o produto adequado para evitar germes, mas limpe também sua lista de contatos e apps desnecessários. Silencie grupos e pessoas que podem te estressar.

Dormir. Não coloque o celular ao lado da cama.

Comer. Não leve o celular para a mesa ou não utilize durante as refeições.

Substitua. Se o seu problema está nos filmes e séries, reduza o consumo de filmes excitantes, violentos e de ação. Procure novos gêneros como documentários, educativos e religiosos. Busque algo novo para aprender.

Respire e medite. Relaxe e medite após a leitura de um bom livro. Sugiro sempre os evangelhos e outras histórias da Bíblia.

10 Passos para um estilo de vida digital saudável

  1. Use as tecnologias com bom senso e sem exageros.
  2. Fique atento aos sintomas do excesso (falta de sono, dores na coluna, problemas na visão, depressão, angústia e ansiedade).
  3. Reduza a quantidade de tempo online e avalie seu desempenho acadêmico, no trabalho e família.
  4. Não troque atividades sociais e ao ar livre para consumir mídias.
  5. Escolha relacionamentos reais aos virtuais.
  6. Pratique exercícios regularmente e durante intervalos se seu trabalho é com computadores.
  7. Não deixe seu humor ser abalado com notícias, posts e comentários nas redes sociais.
  8. Valorize o relacionamento familiar
  9. Evite trocar de dispositivos frequentemente ou sempre que surge um novo modelo.
  10. Separe tempo diário para desenvolver sua espiritualidade e se conectar com Deus.

Conclusão

Para muitos adultos o trabalho diário exige muitas horas de conectividade e interação com a tecnologia. Para os estudantes jovens, adolescentes e crianças não é diferente. Eles precisam assistir aulas, pesquisar e fazer trabalhos em grupos virtuais e etc. Tudo isso é necessário e normal. O problema pode ocorrer quando utilizamos as mídias digitais de forma exagerada, sem intencionalidade ou que prejudique algum aspecto importante da vida. O equilíbrio é fundamental nesses casos, mas quando a compulsão pelo uso das mídias se torna incontrolável, a saída é buscar ajuda profissional. Nesse estágio, um simples detox não trará resultados positivos e permanentes. Use o detox principalmente para prevenção da dependência.

"Nossa capacidade de criar coisas novas ultrapassa nossa capacidade de civilizá-las”.

Referências

https://www.institutodelete.com/

Programa de Orientação a Pais de Adolescentes Dependentes de Internet (PROPADI). https://bit.ly/3g84OhP

Efficacy of internet therapy for panic disorder. https://bit.ly/2CJGPIi

[1] https://amenteemaravilhosa.com.br/detox-digital-desconectar-para-conectar/

[2] Detox digital: desconectar para conectar. https://amenteemaravilhosa.com.br/detox-digital-desconectar-para-conectar/

[3] https://www.institutodelete.com/

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: