Filhos Hiperconectados: 3 Dicas para manter o relacionamento com eles

Muitas famílias usam a tecnologia para construir memórias e relacionamentos. Assistir um bom filme juntos ou rever fotos do passado podem ser atividades muito prazerosas. Mas, a tecnologia também pode decepcionar. Ela pode dar a ilusão de que se está conectado, quando não se está. 

Se você reparar na forma como algumas famílias usam a tecnologia hoje em dia vai perceber que elas estão mais conectadas a pessoas que não estão tão próximas. Embora possam estar fisicamente no mesmo cômodo ou residência, as pessoas podem estar relacionalmente desconectadas uma das outras. A maioria dos pais e adolescentes reconhecem que quando estão comendo, também estão enviando mensagens, navegando na web ou respondendo e-mails. Isso mostra que nós estamos definitivamente mais conectados, porém não necessariamente a quem está na mesma mesa.

Mas, isso não é um problema novo ou causado pela Internet. Muitos filhos que nasceram nas décadas de 1970 e 1980 também preferiam assistir TV do que dialogar com seus pais. Faça um teste… experimente hoje desconectar completamente sua casa. Será que você encontraria algo para falar ou fazer junto com seus filhos? O problema é o excesso de tecnologia ou é a falta de relacionamento?

O desafio de hoje é o mesmo do passado: os pais precisam continuar lutando para estabelecer um relacionamento profundo, de qualidade e confiança com os seus filhos. Você que é pai precisa tomar a iniciativa, por mais desconfortável que isso possa ser. Aqui vão algumas dicas que podem te ajudar a estar conectado com os filhos:

1. Quando seus filhos te evitarem, certifique-se de que você não. Quando os filhos evitarem se relacionar com você ou preferirem um amigo do Facebook para bater-papo, como pai, uma das decisões mais importantes que você pode ter é não desistir e buscar o relacionamento com eles, mesmo que pareça que eles não querem. Lute pelo coração dos seus filhos.

2. Cultive atividades e conversações que não dependam da tecnologia. Separe tempo para conversar sobre a vida, fé, relacionamentos, objetivos, sonhos e esperanças.

3. Esteja pronto para ter conversas desconfortáveis. A medida em que vocês realizam mais atividades juntos, você pode tentar ter conversas mais profundas. Uma das formas de ter essa primeira conversa é numa viagem longa de carro. Vocês estarão próximos, mas evitarão o desconforto de estarem se olhando nos olhos. Depois da primeira experiência, as demais conversas se tornarão mais fáceis.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: